Crédito: Márcio Ferreira

A Justiça decretou a prisão preventiva da mãe da criança de um ano que morreu vítima de espancamento, no último sábado (9), no bairro da Santa Lúcia, em Maceió. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou a causa da morte por hemorragia interna.

A mãe foi autuada com base nos elementos obtidos pela equipe de plantão, inclusive com oitivas de familiares e testemunhas, além das marcas aparentes de lesão. 

Ela já havia sido presa em flagrante e conduzida ao Presídio Feminino Santa Luzia. A mãe nega todas as acusações.

O companheiro dela não foi preso por não haver indicativo da participação dele no crime. Ele teria contribuído nas investigações com seu depoimento.

A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o inquérito policial e ainda deve ouvir os vizinhos da família.

IML confirma causa

O IML apontou, na tarde desse domingo (10), que a criança Larissa Sofia da Silvia, de apenas 1 ano, foi morta por espancamento. O caso aconteceu na capital.

Segundo a perita médica legista plantonista, responsável pelo exame de necropsia, a menor apresentava vários vestígios de agressão. O laudo concluiu morte por hemorragia.

 O laudo completo, com todas as informações de interesse médico legal serão encaminhados para a delegacia responsável pela investigação

A criança chegou a ser socorrida pelo Samu, mas chegou ao HGE em óbito. A mãe nega as acusações e alegou que a filha teria levado um choque elétrico. 

com GAZETAWEB