Iniciado na pesca aos oito anos, o pescador Moacir Oliveira, hoje com 72 anos, afirma que os animais marinhos vistos, na noite dessa quarta-feira (02), nadando a poucos metros da areia, na Praia de Jatiúca, não são tubarões. Para o pescador, trata-se de dois ‘botos’ (golfinhos) de pequeno porte.

“Não sou pesquisador, mas pela vivência de trabalho no mar posso dizer que tubarão não nada no raso à noite. Durante toda a minha vida de pesca nunca vi algo parecido, os animais na verdade eram botos (golfinhos) e dos pequenos”, disse o pescador.

De acordo com a presidente da Colônia de Pescadores Z2, Maria Aparecida, a aparição dos animais marinhos dividiu os pescadores da região.

“Durante todo o dia é só o que se fala entre os pescadores e o que percebemos é que, na verdade, as opiniões estão bem balanceadas. Eu, particularmente, não descarto ter sido um tubarão e acredito que o motivo tenha sido a dragagem do Porto de Maceió que mexeu com muita coisa no mar”, analisou.

Segundo o coordenador de Gerenciamento Costeiro do Instituto do Meio Ambiente (IMA), Ricardo César, o trecho da praia onde foram vistos os supostos tubarões está sendo monitorado. Ele acredita que os peixes podem ter sido atraídos pela iluminação da orla. 

Após as imagens dos supostos tubarões ganharem as redes sociais, o Instituto do Meio Ambiente (IMA) chegou a recomendar que banhistas não entrem no mar de Jatiúca no período da noite.

O coordenador do Projeto Tubarões e Arraias de Alagoas, professor Cláudio Sampaio, analisou as imagens e confirmou que os animais registrados no flagra de turistas são tubarões.

com TNH1