Cortesia PCAL

Quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira (7), suspeitas de envolvimento na morte de Luciene Morais da Silva, de 33 anos, ocorrida ontem, na cidade de Teotônio Vilela, interior de Alagoas.  Drogas foram apreendidas com os suspeitos.

Testemunhas contaram à polícia que Luciene foi morta na frente das filhas pequenas. O companheiro dela, João Paulo dos Santos, de 20 anos, também foi baleado e socorrido em estado grave até o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, onde permanece internado.

Três suspeitos foram presos em Teotônio, enquanto um quarto foi detido em São Miguel dos Campos. A suspeita é que a morte tenha acontecido em decorrência do envolvimento de Luciene com o tráfico de drogas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Arthur Cesar, o criminoso que liderava o tráfico de drogas na região foi preso, o que deixou o local vulnerável para que outros traficantes quisessem ocupar o ‘cargo’.

“Existe uma disputa entre criminosos pela área, e nossas investigações apontam que a vítima tinha envolvimento com entorpecentes e seria uma das candidatas a ocupar a vaga de líder”, explicou Arthur Cesar durante entrevista ao Cidade Alerta Alagoas.

Ainda de acordo com o delegado, os mandados de prisão continuam sendo cumpridos  durante a noite, até que todos os suspeitos apontados pela investigação sejam presos.

com TNH1 E CIDADE ALERTA ALAGOAS