com TNH1

Parte dos servidores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que atende o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió, entraram em greve por oito dias nesta segunda-feira (13).

(Crédito: Sintufal)

Com o regime grevista, as áreas administrativas e os ambulatórios não vão funcionar. Já para os internamentos, a ordem é de que permaneça 30% do quadro de funcionários trabalhando. E as UTI’s neonatal, adulto e de triagem vão permanecer com o funcionamento normal.

Entre as solicitações dos trabalhadores estão a reposição e o aumento salarial de acordo com a inflação, a inclusão da federação Semepferh na mesa de negociação e a conclusão do acordo coletivo de trabalho que, segundo o Sindicato das Empresas Brasileiras de Serviços Hospitalares de Alagoas (Sindserh-AL), está em aberto desde fevereiro deste ano.

Para esta terça-feira (14) está marcada uma assembleia, a partir de 9h, onde os trabalhadores vão avaliar o andamento da greve.

(Crédito: Sintufal)

Curta a página do ViaAlagoas no Facebook, @VIAalagoas no Twitter e no Instagram. WhatsApp: (82) 99113.7446.

Deixe seu comentário

Os comentários postados sobre esta matéria são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, não representando em nenhuma instância a opinião do site Via Alagoas ou de seus colaboradores e parceiros.