Investigação do Ministério Público Estadual aponta possível desvio de dinheiro público

com TNH1

Uma operação desencadeada na manhã desta terça-feira (14) resultou na condução coercitiva de dois servidores ligados a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), em Maceió. Os fiscais são suspeitos de desviar milhões dos cofres públicos, recursos que seriam oriundos de sonegação de impostos.

(Crédito: Ascom Sefaz)

A ação aconteceu após indícios de investigação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Conexos (Gaesf) do Ministério Público Estadual de Alagoas Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), em parceria com funcionários da Sefaz e com a participação de policiais civis e militares. Ela é um desmembramento de outra investigação realizada em setembro deste ano, também na Capital.

Um dos fiscais foi detido em um condomínio de luxo na parte alta de Maceió. Os nomes dos envolvidos nem para onde eles foram levados para prestar esclarecimentos ainda não foram divulgados.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz) informou que emitirá uma nota oficial ainda na manhã de hoje.

Curta a página do ViaAlagoas no Facebook, @VIAalagoas no Twitter e no Instagram. WhatsApp: (82) 99113.7446.

Deixe seu comentário

Os comentários postados sobre esta matéria são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, não representando em nenhuma instância a opinião do site Via Alagoas ou de seus colaboradores e parceiros.