Categoria se reuniu na sede do Sindicato dos Bancários do Estado e aceitou proposta apresentada pela Fenaban

Bancários votam proposta de reajuste salarial durante assembleia
FOTO: RAYSSA CAVALCANTE

Em assembleia-geral realizada nesta quinta-feira (29), os bancários aceitaram a proposta apresentada pela Federação Nacional do Bancos (Fenaban) e decidiram não deflagrar greve.

Representantes do Sindicato dos Bancários do Estado e de empresas privadas, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco Itaú e Caixa Econômica Federal decidiram aceitar o percentual de 5%, com aumento real de 1,8%. O reajuste começa a valer a partir do dia 1º de setembro.

A categoria se reuniu na sede do Sindicato dos Bancários do Estado, localizada no Centro. A decisão deverá ser mantida pelos próximos dois anos.

PUBLICIDADE

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários do Estado, Márcio dos Anjos, a proposta apresentada garante os direitos da categoria. “A aprovação foi acertada. Se a gente estivesse em uma conjuntura favorável, mas o que a gente percebe é que outras categorias tiveram prejuízos. Os bancários, neste momento, demonstraram a consciência e a força que tem. Foi uma excelente proposta neste momento”, destaca.

Ainda segundo o presidente, a categoria também avaliou pontos que tragam benefícios para a sociedade. “Os bancários não discutem só aumento salarial, discute para que a sociedade também seja beneficiada. Com geração de mais emprego, para que os clientes não demorem tanto nas filas, questões de saúde”, explica.

com GAZETAWEB