Crédito: Thiago Sampaio/Agência Alagoas

Emerson da ontem David Lins da Silva, 29 anos, foi detido ainda ontem após levar o menino para o hospital, mas por falta de provas foi liberado. No entanto, após a divulgação do laudo do Instituto Médico Legal (IML) sua prisão foi decretada e efetuada pelo delegado titular da Delegacia de Rio Largo Marcos Lins.

Conforme laudo do IML, a criança foi agredida por objeto contundente, até a morte, e com muita intensidade. O menino teve o pâncreas partido ao meio devido às agressões, além de lesões no figado, rim, pulmão e crânio. Já a suspeita de abuso sexual foi descartada pela perícia.

Emerson não reagiu ao receber voz de prisão e foi levado para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Chã do Bebedouro, em Maceió.

PUBLICIDADE

O acusado já tem passagens pela polícia, usa tornozeleira eletrônica e deve ser autuado, em flagrante pelo crime de homicídio.

com CADA MINUTO