É o terceiro dia seguido que os franceses vão às ruas da França

© Handout . / Reuters

Após o fim da Cúpula do G20, em Buenos Aires, o presidente francês Emmanuel Macron falou a imprensa neste sábado (1º), sobre os protestos do movimento ‘coletes amarelos’ que deram lugar para atos de vandalismo e violência na França.

“O ocorrido hoje em Paris não tem nada a ver com a expressão pacífica de uma raiva legítima. Nunhuma causa justifica ataques às forças de segurança, saques a lojas, incendiar edifícios, ameçar jornalistas ou pichar o Arco do Triunfo”, disse Macron.

É o terceiro dia seguido que os franceses vão às ruas da França para protestar contra o reajuste no preço dos combustíveis e os altos impostos cobrados no país. As ruas de Paris acabaram se tornando um verdadeiro cenário de guerra no sábado onde pelo menos 287 pessoas foram detidas e 110 ficaram feridas (11 das forças de segurança), segundo o jornal “Le Monde”.

PUBLICIDADE

Macron afirmou que vai se reunir neste domingo(2) com representantes do Ministério do Interior para discutir o assunto.

“Sempre respeitarei as manifestações, mas nunca aceitarei violência”, conclui Macron.

com NOTÍCIAS AO MINUTO

Deixe seu comentário