Republicano ficou na Casa Branca de 1989 a 1993 e foi o 41º presidente norte-americano; ele era pai do também ex-presidente George W. Bush

Retrato oficial de George H. W. Bush na Casa Branca; ele foi o 41º presidente dos Estados Unidos (1989-93) (White House)

Morreu, na madrugada deste sábado (1), o ex-presidente dos Estados Unidos George H.W. Bush, com 94 anos. A informação é de Jim McGrath, porta-voz oficial da família Bush. Ele deixa cinco filhos, 17 netos e oito bisnetos. Entre seus filhos, estão o também ex-presidente George W. Bush e o ex-governador da Flórida Jeb Bush. A causa da morte não foi divulgada.

Bush havia sido internado no mês de abril para tratar uma infecção urinária que se espalhou pelo sangue. O ex-presidente foi hospitalizado um dia após a morte da esposa Barbara Pierce (1945–2018), com quem ficou casado por 73 anos. Ele também sofria de doença de Parkinson.

O republicano foi 41º presidente da história norte-americana e cumpriu um mandato entre os anos de 1989 e 1993. Ele perdeu as eleições seguintes para o democrata Bill Clinton. Em 12 de junho de 2018 George H. W. Bush tornou-se o primeiro presidente norte-americano a atingir a idade de 94 anos, sendo assim o ex-presidente mais velho da história do país.

PUBLICIDADE

Nascido em Milton, Massachusetts, Bush se alistou nas Forças Armadas aos 18 anos e foi piloto combatente de aeronaves na Segunda Guerra Mundial. Depois de servir seu país, foi estudar na Universidade e Yale, onde se formou em Economia.

Após se formar, foi um dos pioneiros no setor petroleiro do Texas. Filho do ex-senador, Prescott Bush, sempre esteve envolvido na política, mais precisamente com o Partido Republicano, mas entrou definitivamente para a vida pública no ano de 1963 ao ser eleito para a câmara local de Harris County, Texas.

Em seguida, passou pelo Congresso e ainda ocupou cargos como Embaixador das Nações Unidas e diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) até se tornar vice-presidente dos Estados Unidos na chapa republicana de Ronald Reagan.

Em 1989, se candidatou à presidência para substituir o companheiro de chapa e amigo pessoal. Derrotou o democrata Michael Dukakis com 54% dos votos populares e 426 dos 537 dos votos do colégio eleitoral. Suas principais marcas na Sala Oval foram a guerra contra as drogas e a política externa. Durante seu mandato, caíram o Muro de Berlim e o regime soviético.

Ele ainda foi responsável por enviar tropas para a Guerra do Golfo, em 1990, onde comprou briga com o ditador iraquiano Saddam Hussein, que anos depois, em 2003, viria a ser preso pelas tropas comandadas por seu filho, George W.

Apesar disso, problemas na economia do país tornaram o presidente impopular e ele não conseguiu ser reeleito quatro anos mais tarde, quando acabou derrotado pelo democrata Bill Clinton.

A família de Bush manteve a tradição na política. Além do ex-governador do Texas e ex-presidente norte-americano George W., Jeb Bush também seguiu carreira pública e foi governador da Flórida. Nas últimas eleições presidenciais, foi um dos derrotados por Donald Trump nas prévias republicanas.

Líderes se pronunciam sobre a morte de George H. W. Bush

O filho mais velho de George H. W. Bush, o ex-presidente George W. Bush foi um dos primeiros a comunicar a morte do pai. Através de um comunicado oficial, Bush filho lamentou a perda do pai.

“Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu estamos tristes em anunciar a morte de nosso pai após incríveis 94 anos. George H.W. Bush foi um homem de grande caráter e o melhor pai que um filho poderia pedir”.

O atual presidente dos Estados Unidos, o também republicano Donald Trump também soltou um comunicado oficial sobre a morte de George H.W. Bush, onde destacou que, apesar de ser um “herói”, o ex-presidente sempre manteve sua humildade.

“Melania e eu nos juntamos a toda nação para lamentar a morte do ex-presidente George H.W. Bush. Ele guiou nosso país e o mundo para uma conclusão pacífica na Guerra Fria e também preparou o terreno para décadas de prosperidade nos Estados Unidos”.

Presidente entre os anos de 2009 e 2017, o democrata Barack Obama também fez questão de falar sobre a morte de Bush. Apesar da rivalidade política, as famílias Bush e Obama sempre fizeram questão de demonstrar uma relação de mútua admiração.

“A América perdeu um patriota e servidor hoje com morte de George H.W. Bush . Nossos corações estão pesados, mas também cheios de gratidão. A vida de Bush é um testamento da noção de que o serviço público deve ser um serviço nobre”.

com ÚLTIMO SEGUNDO iG

Deixe seu comentário