© Instagram @jairmessiasbolsonaro e @jdoriajr

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, lidera a corrida eleitoral para o pleito de 2018 no Estado de São Paulo. O militar tem mais que o dobro de intenções de voto de seu adversário, Fernando Haddad (PT). O militar tem 68,4% dos votos válidos, enquanto o petista está com 31,6%.

Os dados são de levantamento do Paraná Pesquisas divulgado nesta 5ª feira (25.out.2018). Quando se fala em votos válidos, não são considerados os votos brancos, nulos e indecisos.

A pesquisa foi realizada de 22 a 24 de outubro de 2018, em 87 municípios de São Paulo. O estudo entrevistou 2.004 pessoas. A margem de erro é de 2,0 p.p e o índice de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-00250/2018.

PUBLICIDADE

No cenário em que são computados as intenções de votos totais, Bolsonaro tem 59,4% e Haddad 27,4%. Brancos, nulos e indecisos somam 13,2%.

Potencial  eleitoral e rejeição

A pesquisa também mediu o potencial eleitoral dos candidatos. Os eleitores de Bolsonaro se mostram mais decididos sobre seu voto do que os eleitores de Haddad desde o início do mês. Na pesquisa mais recente o militar aparece com 51,4% de certeza, o petista tem apenas 23,7%.

Apesar de a rejeição de Haddad ter caído em relação à pesquisa divulgada em 22 de outubro, o percentual ainda é duas vezes maior do que o de Bolsonaro. Ao serem questionados sobre sua escolha no levantamento do início da semana, 63,2% afirmaram que não votariam em Haddad de jeito nenhum. O número oscilou para 61,8%. Já a rejeição do militar foi de 33,1% para 33,3%.

No 1º turno, realizado em 7 de outubro, o militar recebeu 3 vezes mais votos válidos que o petista no Estado. Foram 12.378.012 de votos para Bolsonaro contra 3.833.982 para Haddad.

Palácio dos Bandeirantes

A disputa pelo governo de São Paulo é uma das mais acirradas do país no 2º turno. Nos votos válidos João Doria (PSDB) tem 54,8% das intenções e Márcio França (PSB) 45,2%.

No cenário que considera as intenções de voto totais, Doria tem 47,9% e França 39,5%. Não escolheram nenhum dos candidatos ou 7,8% dos eleitores e 4,8% estão indecisos.

com PODER 360