Alíquota de 29% do ICMS é apontada como a principal causa do alto preço do combustível

Imposto cobrado pelo Estado é apontado por donos de postos como decisivo para preço alto nas bombas. FOTO: FELIPE BRASIL

O custo diário de motoristas com o combustível, por conta do alto ICMS de 29% cobrado no Estado, tem refletido diretamente no comportamento do consumidor.

Os revendedores, também, têm tido redução da margem de lucro, o que tem provocado o fechamento de postos e demissões no setor. O imposto acaba sendo o vilão no orçamento de quem tem carro e moto.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço da gasolina em Maceió é de R$ 4,69, ficando atrás apenas de Salvador, com R$ 4,73. Entre as capitais, a que tem o menor valor é São Luís, onde o preço do litro está sendo repassado a R$ 4,17.

com GAZETA DE ALAGOAS

Deixe seu comentário

Os comentários postados sobre esta matéria são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, não representando em nenhuma instância a opinião do site Via Alagoas ou de seus colaboradores e parceiros.