(Crédito: Letícia Sobreira* / Portal TNH1)

Após três meses de investigações, sete pessoas suspeitas de envolvimento com ataques a agências bancárias no Sertão de Alagoas e em outros estados do Nordeste, foram presas na última semana, em uma operação integrada denominada “Sem Fronteiras”. Nesta segunda-feira (11), em coletiva de imprensa realizada na sede da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), no Centro de Maceió, a polícia deu mais detalhes sobre a ação.

De acordo com as forças de segurança, as prisões aconteceram nos municípios de Delmiro Gouveia, em Alagoas, e Canindé do São Francisco, em Sergipe.

Um dos presos, identificado como Arthur Gomes Ferreira, de 33 anos, natural da Bahia, acumula 16 processos na Justiça. Além dele, foram presos: Manoel Virginio da Silva, de 34 anos, Alan Jonny Campos Rodrigues, de 33 anos, Renato dos Santos, de 49 anos, Alberi Barbosa de Melo, de 40 anos, Gildo Luiz Gomes, de 33 anos, e José Barros Junior, de 34 anos, estes três últimos natural de Alagoas.

Três integrantes da quadrilha foram mortos após resistência à prisão. Foram eles: Antônio Ananias dos Santos, de 44 anos, Rafael Oliveira Leite, de 33 anos, e Sérgio Inácio Araújo da Silva, de 39 anos.

(Crédito: Letícia Sobreira* / Portal TNH1)

Segundo a polícia, no dia 5 de março aconteceu o primeiro ataque a carro-forte, nas proximidades do município de Inhapi, em Alagoas. A partir disso, uma organização conhecida como “Novo Cangaço” começou a ser investigada pela polícia. Cidades como Piranhas, Pão de Açúcar, Poço das Trincheiras e Pariconha, foram alvos dos bandidos entre os dias 11 de abril e 1º de junho.

Quatro veículos foram apreendidos durante a operação. Um carro Corola, um Frontier, um Ônix e um Hilux eram utilizados pelos bandidos para realizarem os crimes. Além disso, foram apreendidos três rifles calibre 44, um fuzil de calibre 7,62, duas espingardas calibre 12, três revolveres calibre 38, e aproximadamente 30 kg de explosivos, usados para os ataques.

Equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Roubo a Banco, da Divisão Anti-sequestro (DAS) e da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFV) participaram da ação. A Polícia Militar de Sergipe, o 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), em Delmiro Gouveia, e o 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM), em Penedo, também deram apoio durante a operação.

com TNH1

Deixe seu comentário

Os comentários postados sobre esta matéria são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, não representando em nenhuma instância a opinião do site Via Alagoas ou de seus colaboradores e parceiros.